Busca

Termo da busca:
"Adriana Dorfman"
9 resultado(s).

A condição fronteiriça: a experiência local de um objeto geográfico nacional

A fronteira internacional é usualmente vista como periferia da formação estatal, e na geopolítica, por exemplo, as metáforas mais recorrentes são de epiderme do corpo do estado (Friedrich Ratzel, 1872) ou fim da civilização (Frederick Turner, 1893). Num ponto de vista distante do lugar, a condição fronteiriça é imaginada como plena de restrições e conflitos, (Leia mais…)

A cultura do contrabando e a fronteira como um lugar de memória

A refuncionalização das barreiras comerciais internas na União Européia diminuiu as atribuições da Aduana e certas práticas de contrabando. Como parte da mutação da fronteira, respaldada em fundos da UE, observa-se o surgimento de trilhas turísticas, de museus de fronteira, de aduana e de contrabando e publicações onde a fronteira aparece como um lugar de (Leia mais…)

Contrabandistas na fronteira gaúcha: escalas geográficas e representações textuais

O contrabando é uma prática eminentemente geográfica, podendo ser descrito como o comércio ilícito baseado nas diferenças – de preço, qualidade e disponibilidade de mercadorias – geradas pelas barreiras aduaneiras associadas à delimitação dos Estados-Nação. Esse tipo de comércio internacional ilegal exige de seus agentes o conhecimento da geografia aplicada da fronteira, aprendida na experiência da (Leia mais…)

Equipe

Coordenação Dra. Lia Osorio Machado – PPGG/ UFRJ   Dra. Rebeca Steiman – PPGG/UFRJ   Pesquisadores Dr. Murilo Cardoso de Castro  MSc. Letícia Parente Ribeiro – Geografia/UFRJ   Dr. Paulo Cesar Peiter – FIOCRUZ   Dr. André Reyes Novaes – Geografia/UERJ  Dr. Licio Caetano do Rego Monteiro – Geografia/UFF-Angra   Dr. Luís Paulo Batista da Silva   Pós-graduandos Pedro Aguiar Tinoco do Amaral – Mestrando, PPGG/UFRJ (Leia mais…)

Fronteira e contrabando em Santana do Livramento (BR)-Rivera(UY)

Este artigo discute as possibilidades de interação e troca cultural, social e econômica cotidianamente disponibilizadas à população da(s) cidade(s) de Santana do Livramento e Rivera, na fronteira Brasil-Uruguai. Os fronteiriços aumentam seu poder de compra abastecendo-se em ambos os lados da fronteira, e cabe discutir as formas de acomodação entre essa interação por vezes ilegal (Leia mais…)

Geografia do contrabando de agrotóxico na fronteira gaúcha

O contrabando, em seus aspectos geográficos, adequa seu fluxos e fixos às demandas do mercado, às tecnologias disponíveis e à criminalização e/ou valorização de certos objetos por diferentes agentes. O comércio ilegal de agrotóxicos emerge na fronteira Brasil-Uruguai dado o grande diferencial em termos de legislação e preço. Enquanto no Brasil a produção, a comercialização (Leia mais…)


Design e desenvolvimento: SteimanKnorr.com