Produção

Comércio na fronteira Brasil Uruguai

Ferreira, A. C. ; Machado, L. O. ; Ribeiro, L. P. 2009. Comércio na fronteira Brasil Uruguai. In: Anais do 12º Encontro de Geógrafos Latino Americanos. Montevideo.

Produção

Comércio na fronteira Brasil – Uruguai

Este trabalho se insere no subprojeto “Bacia do Prata: cooperação e conflito na Zona de Fronteira do Brasil”vinculado ao projeto “Território, territorialidades e redes em fronteiras Continentais Sul-Americanas”, desenvolvido pelo grupo RETIS/UFRJ, com pesquisadores da Facultad de Ciencias de la Universidade Nacional de la República(Uruguai) e da Acción Andina (Colômbia). O objetivo é estudar os fluxos comerciais na fronteira Brasil-Uruguai, comenfoque nas relações econômicas entre as cidades gêmeas Chuí/Chuy e Jaguarão/Rio Branco, visitadas no iníciodesse ano, com financiamento do Prosul/CNPq. Através de resultados da pesquisa obtidos anteriormente, onde se fezuma caracterização do comércio exterior no Arco Sul da Faixa de Fronteira brasileira, foi observado que as cidades aolongo do limite com o Uruguai apresentam baixos valores de exportação e importação. Economicamente, esta é a partemais deprimida de toda a faixa de fronteira sul, onde há pouca diversificação produtiva e onde se encontram osmunicípios com os menores PIBs do Estado do Rio Grande do Sul. Quando analisamos as cidades gêmeas na fronteiraBrasil – Uruguai, vimos que as exportações dos municípios do lado brasileiro tinham como destino majoritário oUruguai. Estas representam importantes pontos de passagem, que articulam os mercados dos dois países. As cidadesgêmeas de Chuí/Chuy e Jaguarão/Rio Branco, foco deste trabalho, apresentam diferenças quanto ao processo de ocupação, ao dinamismo econômico e às características de suas populações, fazendo com que haja distinções marcantes nas relações sociais e econômicas entre elas. Para a realização da pesquisa, foram utilizados dados do Ministério doDesenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior acerca da movimentação de carga nas aduanas da fronteira e dosnúmeros do comércio exterior nos municípios brasileiros. Também serão analisadas informações do fluxo de caminhões nas cidades gêmeas em questão, elementos do Atlas Socioeconômico do Estado do Rio Grande do Sul e de sitesoficiais uruguaios. Confrontando esses dados com o conhecimento obtido durante o trabalho de campo, espera-se compreender a natureza dos fluxos comerciais na fronteira do Brasil com o Uruguai.

[PDF]

Ferreira, A. C. 2008. Comércio na fronteira Brasil – Uruguai.  Anais da XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ. Rio de Janeiro: UFRJ/CNPq.


Design e desenvolvimento: SteimanKnorr.com